Categoría

Particulares

Procure, encontre

NOx-Activ: já é possível melhorar a saúde e o meio ambiente a partir da cobertura dos edifícios

Doenças respiratórias, chuvas ácidas, smog… estes são alguns exemplos das consequências da poluição atmosférica por NOx, ou óxidos de nitrogénio. O setor dos Transportes é o principal responsável por estas emissões, sobretudo devido à queima de gasóleo e um dos métodos mais usados para reduzir as emissões são os catalisadores. E se lhe disséssemos que existem também materiais de construção que descontaminam o ar, eliminando os óxidos de nitrogénio?

Cobertura Passivhaus: o que é e como pode consegui-la

Foi há relativamente poucos anos que se começou a falar do conceito Passivhaus em Portugal, mas esta forma de construir edifícios sustentáveis e energeticamente eficientes não é nova, e muito menos na Europa. Este modelo foi criado na Alemanha, no início dos anos 1990, e pouco a pouco foi-se estendendo por todo o continente.

Ensaios técnicos: a melhor garantia da sua cobertura

Já tomou uma decisão. Teve em conta o arquiteto que se encarregou de desenhar a sua casa e vai instalar uma determinada cobertura. Mas... tem a certeza que o sistema escolhido cumpre tudo aquilo que a sua publicidade promete? É importante que saiba ler as letras pequenas e que conheça os ensaios ou simulações aos quais o produto foi submetido.

Passivhaus: a construção sustentável que permite poupar mais de 75% na fatura energética

“Passivhaus” – pode ser que nunca tenha ouvido falar deste modelo de construção de vivendas. Mas preste-lhe a maior atenção porque ele estará cada vez mais na ordem do dia, fruto da Diretiva Europeia sobre o Desempenho Energético dos Edifícios – NZEB ( Nearly Zero Energy Building), ou seja, edifícios com necessidades quase nulas de energia. O objetivo é que os Estados-Membros apliquem estas normas até 2021 e o conceito Passivhaus é uma resposta à procura cada vez mais maior por padrões de construção sustentável e energeticamente eficientes.

Diga-nos qual é a sua cobertura plana e nós dizemos-lhe que impermeabilização necessita

É sempre assim: o nosso ciclo acompanha o das estações do ano, pelo que quando o Inverno termina, arrumamos os casacos e esquecemos as preocupações com a cobertura. Certo? Acontece a todos… mas que tal aproveitar os dias de sol para evitar repetir aquelas chatices da estação do frio e da chuva? Se já considerou procurar uma maneira de esquecê-las de uma vez por todas – e se chegou a este blog - é também muito provável que esteja a pensar numa solução a longo prazo: a impermeabilização.

Diga-nos onde vive e nós dizemos-lhe que cobertura necessita

Uma coisa é certa: assim como não é necessário o mesmo aquecimento em Bragança ou em Faro, e assim como a venda de edredões é maior na zona da Guarda no que na costa algarvia, e as casas, no verão, aquecem mais no Alentejo do que na costa litoral norte, também escolher uma cobertura para uma zona climática ou para outra, não é a mesma coisa.