<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=4381157518605057&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Renovação da cobertura com sistemas de drenagem por sucção

Ao reabilitar uma cobertura ligeira, tipo deck, deve ter em consideração alguns fatores. Altura dos rodapés, geometria das bancadas, aberturas, canalizações, são alguns dos elementos que deve considerar. Além disso, considerar os pontos de escoamento das águas pluviais.

A maioria dos pontos de escoamento de águas pluviais são resolvidos por meio de sistemas de evacuação por:

  • Gravidade: quando o tubo inferior está ligado à impermeabilização através de um acessório pré-fabricado compatível, chamado saída de água vertical.
  • Vácuo induzido: vulgarmente conhecido como sistema de sucção, nestes casos os tubos de queda estão ligados numa única rede que, através do efeito Coriolis, aspira a água pluviais devido à ausência de ar na rede. Estes sistemas funcionam com um tubo completo, pelo que o dimensionamento dos diferentes diâmetros da rede é essencial para um funcionamento correto..

Como reabilitar uma cobertura com sistema de drenagem por sucção?

Quando temos de reabilitar uma cobertura onde as evacuações são produzidas por sistemas de vácuo ou sucção, a aplicação da nova impermeabilização com a saída de água existente torna-se mais relevante e torna-se um ponto crítico no processo.

A maioria destas saídas de água especiais são feitas de chapa de aço colaminado no qual é aplicado um revestimento vulcanizado TPO ou PVC para receber posteriormente a membrana impermeabilizante por soldadura térmica. Se a renovação da cobertura exigir um sistema de impermeabilização diferente do existente, deve ser tomado especial cuidado neste processo, dado que a compatibilidade entre a vulcanização saída de água e a nova lâmina pode não ser possível. É nestes casos que devemos localizar, juntamente com o fabricante da saída de água, a peça especial ou colarinho que adapta a saída de água existente à nova lâmina de impermeabilização.

Noutros casos, as saída de água têm uma anilha metálica de pressão que, com a ajuda de um aro de borracha, sela através da pressão a ligação entre saída de água e a nova lâmina. No processo de reabilitação, devemos avaliar o estado dos anéis de borracha, uma vez que, muito provavelmente, estão "desgastados" e devem ser substituídos, e é também importante assegurar que a pressão correta seja novamente exercida com a anilha de aço sobre a nova impermeabilização, sendo que recomendamos a utilização de chaves de torque para assegurar pressão idêntica em cada parafuso.

Em resumo, quando somos confrontados com um processo de reabilitação/renovação de coberturas leves do tipo deck, com sistemas de evacuação por sucção, é vital envolver um especialista em coberturas, logo no início do processo, pois estes podem ajudar a interpretar e resolver cada ponto singular que existe, tal como os tubos de queda, da forma mais apropriada.

New call-to-action

Escrito por:

Jesús Huerta

Deixe o seu cometário: