<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=4381157518605057&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Quais são os requisitos para uma cobertura verde eficiente?

Hoje em dia, falar de sustentabilidade no contexto da construção ou edifícios sustentáveis é falar de coberturas verdes. A sua conceção e utilização na construção estão a crescer, diariamente, tornando-se uma parte fundamental dos nossos edifícios. Ter espaços abertos e acolhedores, onde se pode descansar, recriar ou mesmo cultivar, dentro das cidades, está a tornar-se uma prática relevante na nossa sociedade.

As coberturas verdes não proporcionam apenas uma expansão de área útil nos edifícios, são também um elemento crítico na sustentabilidade das nossas comunidades. A sua capacidade de regenerar oxigénio, a atenuação do efeito de ilha de calor e a sua contribuição para o revestimento térmico, fazem deles uma das principais ideias na mente dos arquitetos e designers quando concebem um edifício. 

Tipos de coberturas verdes

cobertura ajardinada eficiente

As coberturas verdes podem ser claramente diferenciadas entre coberturas extensivas ou coberturas intensivas. Estas, por sua vez, podem ser transitáveis ou técnicas. Todas elas têm um denominador comum, uma proteção superior composta por substrato vegetal e/ou vegetação. Dependendo do tipo de utilização e tipo de vegetação (cobertura do solo para coberturas extensivas ou arbustos para coberturas intensivas), há uma distinção entre extensiva e intensiva. 

De acordo com o CTE (Código Técnico da Edificação) no DB-HS (Documento Básico para a Saúde), toda as coberturas descritas acima devem ter, para além da formação de inclinação:

  • Barreira de vapor
  • Isolamento e impermeabilização
  • Camada separadora
  • Drenagem anti perfuração que garante a resistência e durabilidade da impermeabilização contra a ação do substrato e/ou das raízes. Isso garante o correto escoamento da água, da precipitação e/ou irrigação, para os pontos de evacuação previamente definidos.

Para poder cumprir tudo isto, é essencial conceber a cobertura tendo em conta cada uma das camadas que a formam e como estas se irão comportar com a vegetação escolhida.

  • A barreira de vapor desempenha um papel fundamental na prevenção da deterioração da camada de isolamento a médio prazo, impedindo que o vapor por capilaridade suba até ela.

  • O isolamento deve ter níveis de prestação elevados, como a resistência à compressão, resistência à perfuração estática e à perfuração dinâmica, uma vez que receberá substratos, vegetação, drenagem e a sua carga poderá deteriorá-la.

  • A impermeabilização deve ser devidamente definida para a utilização que se irá aplicar.  Uma boa impermeabilização garantirá que, por muitos anos que a cobertura dure, as raízes não acabarão por penetrá-la e perfurá-la.

  • A camada de drenagem tem uma função específica para cada tipo de cobertura verde. É, portanto, vital conhecer a sua capacidade de drenagem, a sua resistência à compressão, a sua inclinação mínima admissível para utilização e a sua capacidade de oxigenação do substrato, de modo a não cometer o erro de configurar uma cobertura onde o solo é tão extenso que poderia provocar o colapso da membrana de drenagem ou onde não permite a oxigenação do substrato. Isto poderia causar patologias de filtração precoce ou a perda de vegetação a curto prazo.

  • Outro elemento fundamental, que deve ser analisado e formulado para o tipo de cobertura e tipo de vegetação, é o substrato. Nem todos os solos são adequados para a construção de uma cobertura verde. Por exemplo, se a cobertura for extensa e se for instalada uma vegetação de crivagem, a carga do solo não será muito elevada, portanto, devemos ter em conta um substrato que também cumpra a função de lastro para as camadas de impermeabilização e drenagem, e para isso devemos considerar que os nutrientes que fornecem massa serão consumidos e o substrato perderá peso ao longo da vida da cobertura.

Por estas razões, é necessário ter especialistas em coberturas verdes ao dimensionar e calcular um novo projeto. Será decisivo para obter uma cobertura de alto desempenho com longevidade garantida.


New call-to-action

Escrito por:

Jesús Huerta

Deixe o seu cometário: